14 Dez, 2018

Recuperação Escolar

14 Dez, 2018

Recuperação Escolar

Temos por experiência no nosso serviço inovador de “Coaching Escolar” que após o final do primeiro período escolar, para alguns alunos, as férias podem ser adiadas temporariamente (recuperação escolar). Isto porque as notas iniciais, evidenciam fortes preocupações para os pais, o que poderá pressupor um período de recuperação, pela falta de resultados.

Nesta fase os responsáveis devem motivar e dialogar com a criança ou jovem. É necessário deixar claro que a recuperação nunca deve existir nos planos do aluno, mas, se for necessário, é fundamental analisar quais as maiores dificuldades e perceber como é possível aproveitar o tempo de férias para organizar uma recuperação.

Os pais não devem punir o aluno. Não é hora de conflitos, é hora de dar suporte, auxiliar nos estudos, para que a criança não perca o incentivo de estudar. Após os resultados negativos, convém uma conversa mais direta, fazendo com o aluno um balanço geral do que aconteceu, direcionando-o para novas atitudes no próximo período.

 

O incentivo por parte do ambiente escolar também é fundamental. Seria ideal uma equipe disponível para realizar a atendimento individualizado com os responsáveis do aluno que necessita de recuperação escolar de resultados, no entanto, é compreensível que tal possa não existir.

Seria ótimo os pais ou responsáveis no momento de receber os resultados, perceberem claramente as necessidades do aluno, obtendo orientações, esclarecendo das dúvidas e serem auxiliados neste processo, bem como os alunos também poderem ter acesso às orientações escolares, para um melhor aproveitamento no período de recuperação.

Seguem algumas dicas para o período de recuperação:

Durante o processo de recuperação, os pais podem retirar, pelo menos temporariamente, algumas atividades prazerosas (internet, jogos, brinquedos ou festas), da criança ou do adolescente. São importantes algumas renúncias para que o estudante compreenda que é preciso esforço e dedicação.

Por outro lado, esta experiência pode ser uma oportunidade de rever hábitos e perceber as disciplinas nas quais o aluno tem mais resistência. Refletir sobre os motivos que o levaram a passar pela recuperação é uma maneira de aprender e evoluir nas estratégias do aluno, aproveitando o momento para ampliar os conhecimentos e detetar as dificuldades existentes.

Naturalmente, para evitar que sejam necessários mais períodos extra de recuperação, é fundamental os pais acompanharem diariamente a criança e o jovem durante o ano letivo, ressaltando a importância do processo de estudos e do comprometimento com o período escolar.

Uma análise constante é essencial, retomar conteúdos, acompanhar anotações e tarefas. Só cobrar no fim, não irá ter efeito positivo. Portanto, reforçamos aqui a necessidade de motivar e estimular ao longo do ano.

«
»