07 Dez, 2018

Reclamar faz mal ao cérebro

07 Dez, 2018

Reclamar faz mal ao cérebro

Nos tempos que correm, naturalmente que ninguém gosta de estar perto de pessoas que vivem a vida a reclamar o tempo todo. As reclamações possuem uma energia negativa, e se não nos protegermos. Podem acabar por tomar conta das nossas vidas.

Está comprovado pela ciência que o contato frequente com as reclamações atinge negativamente o nosso cérebro e provoca efeitos no corpo.

Será necessário quase que fazer uma reflexão interna constantemente. Para descobrir se possui o hábito negativo de criticar tudo e todos ao seu redor, porque se assim for, a sua saúde mental e física poderá estar em perigo.

Mas, porque é que as reclamações atingem o seu cérebro negativamente. Segundo Steven Parton, cientista, afirma num texto publicado no site Curious Apes. Que o hábito de resmungar prejudica a nós mesmos e as pessoas ao nosso redor. Uma vez que o nosso cérebro é remodelado a cada pensamento que temos. O que influencia diretamente a nossa construção de realidade:

“Encontramos ramificado pelo cérebro há uma coleção de sinapses separadas por um espaço vazio chamado fenda sináptica. Sempre que quando temos um pensamento, uma sinapse dispara um produto químico através da fenda para outra sinapse. Construindo assim uma ponte sobre a qual um sinal elétrico pode atravessar. Desta forma, leva consigo a informação relevante do que está a pensar”, detalha.

As sinapses são zonas ativas de contato entre uma terminação nervosa e outros neurônios, células musculares ou células glandulares. Steven diz: “Todas as vezes que essa carga elétrica é acionada, as sinapses diminuem a distância que a carga elétrica tem que atravessar. Portanto, o cérebro é religado no seu próprio circuito e altera-se fisicamente para tornar mais fácil a realização das sinapses adequadas – e isto faz com que o pensamento, em essência, seja mais facilmente disparado.”

Além disso, existe a realidade de que as nossas sinapses mais fortes são as que mais definem a nossa personalidade. Assim, os pensamentos que mais estão presentes na nossa cabeça reforçam as pontes dentro da rede dos nossos neurônios.

De uma forma simplificada, isso significa que quanto mais reclamamos, mais tendemos a reforçar essa característica no nosso cérebro.

Desta forma, quando passamos muito tempo perto de “reclamões”, os “neurônios-espelho” fazem o nosso cérebro relacionarem-se com essas pessoas. Como sentimos aquilo que elas sentem, naturalmente começamos a trocar energias negativas com essas pessoas. Isto prejudica a qualidade da nossa vida, por isso precisamos definir algumas estratégias para evitarmos o contagio com a negatividade dessas pessoas.

Seguem 4 dicas simples de como nos protegermos:

1. Seja seletivo com as suas companhias – pois tendemos a tornar-nos parecidos com as pessoas com as quais convivemos e se passa muito tempo com este tipo de pessoas, é muito natural que se tornar como elas.

2. Use palavras positivas – as nossas palavras e intenções têm muito poder e podem influenciar naquilo que atraímos para as nossas vidas. Siga o princípio da Lei da Atração e comece a proferir e a comportar-se mais de acordo com aquilo que deseja. Afaste a negatividade e pessimismo da sua vida.

3. Abra mão das reclamações – a reclamação é um hábito, e todos os hábitos podem ser mudados, melhorados. Treine a sua mente a desapegar-se da rotina de ver apenas o lado negativo das situações da vida.

4. Mude de assunto quando alguém começar a reclamar perto de si – tente sempre ter uma resposta positiva para alguém negativo. Dessa maneira vai melhorar a energia ao seu redor. Poderá sim contribuir para uma mudança de visão da outra pessoa.

As reclamações são verdadeiros vilões para a nossa saúde mental e física e respetiva felicidade. Afaste-se desse comportamento o quanto antes e verá o quão melhor a sua vida se tornará!

«
»