Os quatro principais pilares para a eficácia

Qualquer que seja o nosso objectivo, consideramos eficácia o alcançar do mesmo. Assim será importante ter em consideração estes quatro pilares, ou se quisermos, alicerces para atingir o resultado desejado. Vejamos!

Relacionamento é o primeiro pilar, que significa especificamente aquela qualidade de confiança mútua e sensibilidade no relacionamento conhecida como “rapport” ou empatia.

Qualquer coisa que faça ou qualquer coisa que queira, ser bem sucedido irá envolver-se relacionar ou influenciar outras pessoas. Desta forma, será muito importante estabelecer rapport/empatia consigo mesmo e depois com os outros.

O segundo pilar é a forma como define aquilo que quer, ou seja, Fixar a sua meta – saber o que quer exactamente. Esta chave é fundamental, a precisão. Quanto mais preciso, for sabendo o que é que quer e o porquê, mais será provável que consiga exactamente o que quer, e o mais provável é que saberá quando atingiu a sua meta. Isto é toda uma maneira de pensar – pergunte consistentemente a si mesmo e aos outros o que quer ou que eles querem.

Muitas vezes, não conseguimos, simplesmente porque ainda não nos sabemos comunicar de tal forma que seja fácil dirigir acções para alcançar o que pretendemos.
Uma vez definida de forma positiva e precisa a nossa meta, será necessário desenvolver uma capacidade que todos nós já possuímos neste pequenos – Acuidade sensorial – use os seus sentidos: olhando, ouvindo e sentindo o que está a acontecer consigo e á sua volta. Desta forma, poderá dar-se conta se está no caminho da sua meta e pode usar esse feedback para ajustar o que está a fazer se for necessário.

Por fim, e não menos importante, o quarto pilar é a Flexibilidade comportamental, ou seja, tenha muitas opções de acção. Quanto mais escolhas tiver, terá hipóteses terá de sucesso. Se fizermos sempre a mesma coisa, vamos obter sempre o mesmo resultado. Vá mudando a forma como faz o que faz até obter o que quer. Se ainda não conseguiu, óptimo! Há sempre pessoas à nossa volta que nos poderão ajudar, basta ir ao encontro de quem sabe fazer bem e perguntar como é que fazem.

Mesmo que ainda não saibam quem vos pode ajudar, óptimo na mesma. Continuo sempre a vossa disposição.

«
»