06 Nov, 2017

O agir e o sentir

06 Nov, 2017

Uma vez que perguntaram ao cientista americano, William James, considerado o pai da psicologia moderna:

“Na sua opinião, qual foi a descoberta científica mais importante no campo do desenvolvimento humano?” Respondeu ele: Até bem pouco tempo atrás pensava-se que, para agir, tinha antes que sentir. Hoje sabemos que o contrário também é verdadeiro: começa a agir e a vontade aparece. Esta é a descoberta científica mais importante no campo do desenvolvimento humano.

Se uma dona de casa está com preguiça de arrumar a gaveta, quando começa a fazer esse serviço dá vontade de arrumar todo o armário. Arruma o armário e dá vontade de arrumar o quarto. Arruma o quarto e dá vontade de arrumar a casa, embora no início tivesse preguiça de arrumar a gaveta. Na vida também é assim: há pessoas que passam a vida a espera de ter vontade para fazer algo.

Sabem qual é o segredo? Comecem a fazer que a vontade aparece. Se estiver à espera da vontade aparecer, vai ficar parado a vida inteira. O AGIR e o SENTIR formam uma via de mãos dadas, que tanto pode ir num sentido como no outro. Pode começar a fazer alguma coisa (agir) e a vontade aparecer, ou pode ter vontade (sentir) e então fazer alguma coisa. Mas se ficar à espera a vida toda, poderá passar uma vida em vão.

Há pessoas que passam a vida a dizer: “Um dia eu vou abrir uma empresa…” E nunca realizam o sonho. O segredo não é esperar para fazer: é fazer que a vontade aparece. Está sem vontade de fazer algo? Comece a fazer que a vontade aparece.

Bem hajam e boas vontades.

«
»