14 Out, 2018

Melhorar os seus relacionamentos

O artigo que se segue, foi inspirado em Colin Smith, autor do livro “The NLP TollBox”, um livro sobre desenvolvimento pessoal.

Na vida todos nos queremos relacionar melhor com as outras pessoas. Embora, às vezes, isso seja extremamente difícil para algumas pessoas! Então seria ótimo se soubéssemos alguns princípios simples que nos permitissem experimentar mais e melhores relacionamentos satisfatórios.

Assim, as primeiras 5 das 10 dicas que oferecem conselhos básicos que poderá começar a aplicar desde já.

1. Lembre-se que por mais irracional que alguém esteja a agir, o seu comportamento tem sempre uma intenção positiva. Assim, quando agimos “como se” todo o comportamento tivesse uma intenção positiva por trás dele, ao descobri-la, a sua vida tornar-se-á mais agradável. Por exemplo: quando encontra uma pessoa furiosa e pensa: esta pessoa é muito imatura. Mas se se perguntasse “qual será a intenção positiva por trás desse comportamento?”, assim poderia propor algo útil que lhe permitiria sentir-se mais confortável. Por exemplo, as pessoas, às vezes, agem com raiva porque, por trás disto, acreditam que esse comportamento irá protegê-las.

2. Quando se sentir desconfortável numa interação, obtenha alguma perspetiva, dissociando-se. Mentalmente, veja-se como observador da situação, onde se vê a si próprio a interagir com o outro, como se estivesse a ver o filme dessa situação.

3. Coloque-se na pele da outra pessoa. Este é um dos métodos mais poderosos para adquirir sabedoria nos seus relacionamentos. Para começar, imagine-se a si e a outra pessoa a interagir, perceba como ela fala, observe as expressões faciais dela, etc. Então “coloque-se na pele dela” e veja através dos seus olhos, ouve através dos seus ouvidos. Então, desta forma, estará a olhar para si mesmo! Repita rapidamente uma conversa que teve anteriormente e que poderia ter sido melhor. Perceba “você mesmo” e torne-se consciente de como ver as coisas através da perspetiva dessa outra pessoa lhe dá novos insights para o relacionamento.

4. Que suposições está a fazer sobre a outra pessoa? Está disposto a desafiar essas suposições? Escolha uma. Qual é o oposto dela? Por exemplo: preconceituoso x liberal. Agora imagine-se a interagir com a pessoa nessa nova atitude.

5. Entre no contexto “NÓS”. Pense sobre uma pessoa com quem se quer relacionar melhor. Dissocie-se: mentalmente, imagine os dois a interagir. Agora permita-se a descobrir um propósito comum entre vocês. Evidentemente, se não puder propor alguma coisa, poderá sempre recorrer ao facto de que são apenas dois seres humanos tentando experimentar mais felicidade.

«
»