30 Out, 2017

Cenoura, ovo ou café

30 Out, 2017

Esta história, fala-nos da filha de um jardineiro que passava o tempo a queixar-se da vida e do quanto era difícil seguir em frente. Estava cansada de lutar é já não tinha ânimo para nada; quando um problema era resolvido, outro aparecia e isso fazia-a sentir-se derrotada.

Então, um dia, o jardineiro levou-a à cozinha e pediu para que se sentasse. Encheu três recipientes com água e colocou-os no fogão. Quando a água começou a ferver, colocou uma cenoura num dos recipientes, um ovo no outro, e no terceiro alguns grãos de café. Deixou ferver sem dizer uma palavra enquanto a sua filha esperava impacientemente, sem entender o que o pai estava a fazer. Cerca de vinte minutos depois ele apagou o fogão: tirou a cenoura da água e colocou numa tigela, colocou o ovo num prato e, por último, coou o café.

O jardineiro olhou para a filha e perguntou-lhe: “O que é que estás a ver? “Uma cenoura, um ovo e café”, foi a resposta dela. Então, o pai pediu para que chegasse mais perto e tocasse a cenoura; ela obedeceu e percebeu que a cenoura estava macia. De seguida, pediu para que quebrasse o ovo; ela tirou a casca e percebeu que o ovo estava duro. Por último, pediu que tomasse um gole de café. Ela experimentou, sorriu enquanto provava o seu doce aroma e perguntou humildemente: “Pai, o que significa isto”?

O jardineiro então explicou que os três tinham enfrentado a mesma adversidade: a água a ferver. A cenoura entrou na água forte e firme, mas depois de passar pela água a ferver tornou-se fraca, frágil e fácil de se desmanchar. O ovo era frágil, mas a sua casca fina protegeu o seu líquido interior; depois de passar pela água a ferver tornou-se endurecido. Já o café, depois de passar pela água a ferver, transformou a água.

“Qual dos três é que tu és”? Perguntou ele à filha”. “Quando a adversidade surge na tua vida, como é que reages? És como a cenoura que parece forte, mas perante a dor e a adversidade torna-se frágil e perde a sua força? És como o ovo que tem um coração e um espírito maleáveis, mas depois duma morte, separação ou perda, torna-se duro e rígido? O exterior continua o mesmo, mas como é que se transformou por dentro?

Ou és como o café? O café mudou a água, que era algo que lhe causava dor. Quando a água ferve, o café atinge o seu melhor sabor. Se és como o grão de café, quando as coisas pioram, reages e transformas para a melhor as coisas ao teu redor.

E você, com qual deles se identifica?

«
»