9 atitudes para recuperar resultados

Share on facebook
Share on twitter
Share on linkedin

Depois da receção pela crise da saúde pública, muitos de nós vivemos agora a crise financeira no nosso trabalho ou negócio. Para que possamos recuperar, deixo-vos aqui, 9 atitudes essenciais, algumas das quais, até podem parecer óbvias, no entanto, muitas vezes não temos melhores resultados justamente por não nos focarmos neles.

Aquilo que entendemos como sucesso exterior nada mais é do que o efeito do alinhamento interior com alguns princípios espirituais universais que alguns autores defendem como o amor ao próximo, a gratidão, a compaixão, a disposição e outros. Vejamos então.

1. Conheça o motivo – o que pode determinar se teremos resultados nalgum projeto é o motivo pelo qual o estamos a fazer. É muito normal, focamos em demasia no “como” fazer e esquecermos o “porquê”. Este porquê será a nossa motivação (motivo para a ação). Reforcemos pois os nossos propósitos e motivos.

2. Fazer o que se gosta – as pessoas bem sucedidas são as aquelas em que o trabalho é uma extensão natural do seu Ser. Fazer o que se gosta pode parecer uma dica muito óbvia. No entanto, apenas dessa forma é que nos conseguimos entregar a 100%, e dessa forma surpreender os clientes e todos os que contatam connosco.
Sabemos que os resultados implicam investimento de tempo e energia. Então, nada melhor do que usar a energia em algo que nos entusiasma e surpreender os outros à nossa volta.

3. Observe as necessidades das pessoas – fazer o que se gosta é o primeiro passo para o sucesso. Contudo, é fundamental entregar valor para as pessoas, para que o nosso trabalho não passe apenas um hobby que só os agrada a nós.
Assim, podemos gerar valor e atender diferentes necessidades humanas por meio de nossos serviços ou produtos, tais como:

físicas, como comida, abrigo, segurança;

emocionais, como atenção, carinho, contato;

mentais, como informação, conhecimento, ferramentas;

espirituais, como clareza, propósito, esperança.

4. Tenha em atenção todos os sistemas sensoriais – de acordo com a programação neurolinguística (PNL), cada pessoa interpreta as suas experiências através dum sistema sensorial de preferência. Se é assim, há que levar isto em conta no trabalho e entender melhor como funcionamos:

pessoas táteis: gostam de tocar, perceber texturas e sentir temperaturas;

pessoas visuais: necessitam duma imagem clara do que receberão. Gostam de formas, imagens e cores;

pessoas olfativas: percebem cheiros, aromas, perfumes. Adoram por exemplo o cheirinho dum carro novo;

pessoas auditivas: registram sons e palavras com facilidade;

pessoas cinestésicas: relacionam os produtos e serviços às emoções despertadas.

5. Foque-se mais na atração do que na promoção – trabalhe para que o que está a oferecer seja bem aceite pela qualidade e experiência. Pergunte-se, se a causa dos seus resultados, vêm por atração, ou seja, através da divulgação boca-a-boca e não tanto pela promoção ou publicidade. A médio-longo prazo, o sucesso será sustentado por atração, ou seja, uma propagação natural e sem esforço. Basei o seu esforço pela melhoria contínua, tendo em consideração as pessoas que o procuram e não tanto a publicidade paga.

6. Seja disponível – a conveniência é muito valorizada e qualquer um estará disponível a pagar por isso, logo, é crucial mostrar que as pessoas podem contar consigo de diversas maneiras. Ofereça, pois, novos canais de entrega, abra o seu estabelecimento aos fins de semana ou facilite as condições de pagamento.

7. O nosso único cliente – pense com profunda seriedade! Temos um único cliente que é a natureza humana. Quando servimos as necessidades reais das pessoas e lhes entregamos o que a sua natureza pede, os resultados surgem! Tudo está interconetado e quando agimos com integridade, recebemos de volta o que de melhor existe. Então, será sensato respeitar a natureza humana, o que significa aplicar no nosso trabalho qualidades como a verdade, coragem, disponibilidade, aceitação, amor ao próximo, harmonia, gratidão e bondade.

8. Defina as qualidades que quer entregar – tal como referido no ponto anterior, o que oferecemos aos outros será o mesmo que receberemos de volta. Portanto, é fundamental, definir muito bem quais as qualidades que o produto ou serviço entregará. E melhor do que isso, procuremos desenvolver essas mesmas qualidades em nós mesmos. A própria história mostra-nos que as pessoas mais bem-sucedidas costumam ser criativas, confiantes, gentis, generosas e desapegadas dos símbolos de sucesso. Naturalmente, ao terem essas mesmas qualidades, são refletidas nos seus empreendimentos e produtos

9. Partilhe o seu sucesso profissional e pessoal – não é necessário atingir o sucesso para começar a partilha-lo com as outras pessoas. O caminho do sucesso profissional consiste em partilhar tudo o que aprendemos e colhemos nesse processo. Tudo poderá acontecer de forma simples, através da demonstração de gratidão pelos nossos clientes, sócios, cônjuge, filhos, amigos, parentes, professores, parceiros de negócios etc.

É natural, gostar de fazer parte do sucesso dos que nos rodeiam e afinal ninguém constrói nada sozinho. Sejamos, pois, células de uma nova humanidade que se reconstrói após cada crise.

Bem hajam,


programação neurolinguística

MIGUEL FERREIRA

Consultor | Formador | Advanced Master, Practitioner e Trainer em Programação Neurolinguística

Licenciado em Psicopedagogia, Especializado em Psicologia Clínica e da Saúde

Executive e Life Coach

a nossa newsletter

Privacidade

Este site utiliza cookies para permitir uma melhor experiência por parte do utilizador. Ao navegar no site estará a consentir a sua utilização. Políticas de Privacidade.