10 Atitudes para manter a motivação

“Frequentemente as pessoas dizem que a motivação não dura sempre. Ora bem, nem o banho – por isso é recomendado diariamente” (Zig Ziglar).

Imagine uma equipe de vendas onde existam dois profissionais: o Manuel, é um excelente profissional que domina técnicas, com boa oratória e poder de persuasão. O Francisco vende exatamente os mesmos produtos; inclusive, teve a mesma formação, sendo que este último é tímido e gago, com bastantes bloqueios, medos e crenças limitadoras.

O Manuel espera que as coisas acontecerem e vai atrás de objetivos, nem se preocupa em apoiar e fidelizar os seus clientes. Já o Francisco, dedica-se e dá o seu melhor, afinal sabe que não é possível vencer pelas suas características pessoais, o esforço é a sua principal ferramenta. O Manuel tem muitos “atributos”, mas falta-lhe o que sobra ao Francisco: MOTIVAÇÃO (e é isto faz a diferença).

É claro que necessitamos de talentos, e isso acrescenta muito valor aquilo que fazemos. Por norma, as pessoas criativas, empreendedoras, bons líderes, ótimos vendedores e excelentes comunicadores são mais prósperos, no entanto, talento sem motivação é um desperdício, tal como é um rei sem coroa.

Ora, se um incompetente motivado é capaz de grandes feitos, o que poderá fazer um competente motivado? Segundo Maslow, o “pai da motivação”, todas as pessoas querem ter mais dinheiro, boa saúde, longevidade, felicidade, auto-estima e aceitação, paz de espírito, segurança, entre outros. Reveja de seguida as 10 atitudes essências para manter a motivação:

  1. Não adie as tarefas.

As tarefas e decisões de hoje, são para ser executadas hoje. Siga a urgência imediata e faça logo.

  1. Comece algo e termine.

Recordo-me duma ocasião em que passei algumas horas a escrever um artigo e o computador bloqueou. Perdi tudo e fiquei bastante frustrado. Eu tinha começado, mas o final era a minha motivação. Se começar algo, termine!

  1. Confie em si mesmo.

Ao fim de muitos anos a consultar pessoas e empresas, detetei diversos casos com enormes capacidades, mas faltava a confiança, sendo a única coisa que faltava. Um dos pressupostos da PNL diz-nos que “todos possuímos os recursos que necessitam, simplesmente ainda não conseguimos aceder a eles”.

  1. Valorize o que realmente importa.

Defina as suas metas, prioridades e valores. Equilibre o seu tempo, um terço do tempo a trabalhar, um terço a divertir-se e um terço a descansar. Desfrute de momentos felizes em família, faça exercício físico em grupo, leia bons livros, ouça boas músicas, exercite a sua fé.

  1. Pense grande.

Se quer ser grande, ande com os grandes. Quer ter grandes realizações e um grande sucesso? Tenha objetivos e metas, e esforce-se. Não seja medíocre.

  1. Agradeça sempre.

Pense nisto: “Reclamei sempre dos meus sapatos, até que um dia, ao virar a esquina, vi um homem sentado sem os dois pés”. Reveja os seus conceitos de necessidades.

  1. Aprecie-se!

A maior estima que podemos ter é por nós mesmos, sem ser em excesso, sendo esta estima que nos fará respeitar incondicionalmente o próximo, tudo e todos a nossa volta. Quando temos uma boa autoestima os relacionamentos são mais saudáveis.

  1. Se algo não está a resultar. Faça de outra maneira!

Na realidade não há fracasso, apenas resultados ao lado. A falha é apenas uma oportunidade de fazer diferente, de recomeçar de outra forma. Portanto, mesmo que caia, levante-se com classe, e saiba que as quedas lhe ensinarão novas manobras.

  1. Seja comprometido e disciplinado.

Nem sempre é possível fazer o que se quer. Nem todos ganham o quanto gostariam ou fazem o que sabem ou amam. Compromisso, é plantar para colher, só que muitas vezes o plantio é duro. O compromisso e a disciplina transformaram o “camelo” num dos animais mais resilientes do mundo.

  1. Persista, persista, persista.

Foque a sua meta e prossiga até alcança-la. Poderá não ser fácil, e a única garantia de alcança-la será continuar sempre. Fomos criados para sonhar e são estes que nos dão energia. Por nada deste mundo permita que eles se desvaneçam.

Lute sempre! Bem hajam e boas realizações.

Miguel Ferreira

«
»